domingo, 27 de dezembro de 2009

Retrospectiva


Tentando não lançar mão dos famosos posts clichês de fim de ano (mas já lançando),estou eu aqui, utilizando-me deste blog, que há 3 dias não funcionava, para repensar e analisar o ano de 2009. Eu sei que assim como quase todos os meus textos, este aqui não será alvo de dezenas e centenas de comentários, pois trata-se de algo pessoal, onde as pessoas ao lerem, simplesmente pensarão: o que eu tenho a ver com isso? Isso é, para aqueles que realmente forem ler.

Enfim, 2009 foi um ano de muitas mudanças, e mudanças drásticas. Mas foi também um momento de aprendizados importantes para que a vida possa se tornar um pouco mais compreensível. Mudei de cidade, de ares, de trabalho, de sonhos e de perspectivas. Lutei contra muita coisa, mas principalmente contra mim mesmo. Precisei deixar de lado aquele sentimentalismo que sempre me atrapalhou muito, aquela saudade e aquela vontade de estar sempre numa situação cômoda, para enfrentar o mundo de frente, encará-lo com todas as suas armadilhas e perigos, e todas elas caíram por cima de mim. Mas creio que estou vencendo, e tenho a fórmula para isso: embora muitas pessoas digam que seguir o coração é loucura, que ele pode enganar e fazer sofrer, eu sugiro exatamente o contrário. Por mais que às vezes seja difícil de entendê-lo, é o coração que sabe onde está a nossa felicidade, e o caminho é sempre difícil, cheio de pedras e obstáculos, mas a linha irá acabar exatamente no "pote de ouro" que fica ao pé do arco-íris, e somente o coração pode nos levar até lá!

Precisei aprender a conviver com diversas adversidades, mas o fiz de forma persistente, e faria de novo, se fosse preciso. Aprendi a viver um sonho que, diante de todas as decepções que eu passei, acreditava não mais poder existir. Olho para trás, e entendo o quanto fui forte, e somente eu sei os motivos reais disso. Ou encontrava a força, ou iria sucumbir em plena juventude, e mergulhar numa depressão sem precedentes que iria me levar ao pleno desconhecido.

Na prática, encontrei o amor. Este amor que move montanhas, que não mede distâncias nem dificuldades, e que faz com que diante da persistência, no fim, tudo acabe dando certo. Foi meu coração que me ensinou a viver de frente para os problemas e simplesmente não mais temê-los, porque a partir do momento em que adquirimos a certeza de não estarmos sozinhos, nenhum problema é grande demais a ponto de não ser solúvel. É tudo uma questão de controlarmos nossa mente, e não tornamo-nos reféns dela. Repito, a cabeça deve ser movida pelo coração. Do contrário, a vida não teria mais graça.

Por fim, gostaria de agradecer, primeiramente a Deus, por mais um ano que se finda. Agradecer pelas alegrias que eu tive, pelos sonhos que eu realizei, pelas vitórias que obtive, que mesmo pequenas, são minhas. Agradecer também pelas lágrimas que derramei, pela saudade que senti, pela dor que me atormentou em alguns momentos, e pelos grandes aprendizados que tudo isso me trouxe. Saúde, alegria de viver, capacidade de sonhar e amor na cabeça e no coração são os segredos para que se possa enfrentar um mundo de tantas adversidades. Agradecer também a todos os que acompanham aqui, neste humilde espaço, os meus loucos devaneios, lamentações, alegrias e tristezas. A todos os que me dirigem alguns minutos dos seus dias para tentarem entender minhas palavras, quando todos sabemos o quão difícil é entender até mesmo a si próprio. À minha família, que mesmo distante fisicamente, demonostrou que ainda há alguém que se importa comigo. Aos que pensaram em minha felicidade e torceram por meu sucesso, mesmo estando longe, e principalmente aos que algo fizeram para que este sucesso se tornasse realidade. E agradecer, por fim, e de todo o coração, a ela. Minha linda, perfeita, maravilhosa namoradamulheresposa Camilla Rabelo, que jamais titubeou em estar ao meu lado em todo e qualquer momento, que transformou a minha vida em algo mágico, e que fez com que a minha força pudesse sobressair-se à minha dor. Muito obrigado!

Que em 2010 possamos colher os frutos de nosso bom senso, e que a humanidade possa ser, de fato, mais humana. Mais tolerância, mais respeito, mais alegria na convivência, e acima de tudo, mais paz no coração. Feliz Ano Novo a todos!

5 comentários:

Nathy disse...

Impossivel mesmo fazer um post de ano novo, sem lembrar tudo que passou durante este ano. O meu ainda etsá por vir...

- Lara Alves disse...

Adorei o post _
essas retrospectivas são sempre interessantes , apesar de , em alguns casos nos terem um certo gosto amargo.
Beijoos ;*

Camilla disse...

Nós dois sabemos tudo que esse ano significou para nós, como também sabemos tud que passamos ao longo dele. Lágrimas? Muitas! Aprendizado? MUITO!

Isso é o que nos impulsiona para seguir a nossa jornada. Estaremos sempre juntos.

Te amo!

Priscila Rôde disse...

Vinicius,
que você consiga fazer do seu novo ano o melhor que já viveu!
Desejo - lhe felicidades, desafios e aprendizados!

Um beijo.

Laysla. disse...

Beba desse seu amor, Vinícius. Pra quem ama, todo dia é novo. E, segundo você, mágico ...

Abraço cheio.