quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Sem títulos

Os meus olhos lacrimejados olhavam através daquela janela embaçada de tanta chuva... Foram dias e noites inteiros de uma tempestade torrencial, onde as flores não mais apareciam e o sol parecia ter se mudado para outra galáxia, bem longe dos meus sonhos. Não o vira mais brilhar, e dentro daquele quarto mofado, onde meus pensamentos vagavam em meio àquelas quatro paredes mal pintadas, eu pude analisar cada uma das minhas atitudes como homem e ser humano... e errei. 

Sei que embora possa reconhecer e identificar cada uma das minhas falhas, muitas delas são simplesmente irreversíveis. A natureza não me permitiu o dom de saber corrigir, se é que isso de alguma forma é possível. No meu mundo particular, pude entender o quanto sou capaz de magoar pessoas, na minha ânsia de encontrar uma felicidade que ainda me parece um pouco utópica, apesar de saber que já encontro hora, data e local para que ela aconteça, de fato!

É que minha alma anseia por um novo momento, por uma nova vida, por mudanças que eu só serei capaz de realizar no momento em que puder conhecer melhor a mim mesmo, e principalmente, não mais fugir das coisas que meu coração grita dia e noite, tirando minha paz. Sim, perdi a paz! Perdi-a no momento em que busquei em outras bocas o seu beijo, no momento em que fugi dos meus princípios a fim de encontrar algo que me trouxesse uma real razão para viver, depois de tantos tropeços e decepções. 

E entendo que talvez seja necessário viver mais alguns erros, a fim de aprender ainda mais. Apesar disso, finalmente entendi que sou bem mais sentimento que desejo, bem mais amor que prazer, bem mais vida que sonhos... 

Que me perdoem as pessoas que machuquei, e que me perdoe, principalmente meu coração, contra o qual incansavelmente tenho lutado durante tanto tempo. O vazio do meu quarto escuro e mofado pelos seguidos dias chuvosos, trouxe-me a certeza de que eu sei amar, e vou amar para sempre, mesmo que eu queira fugir disso um dia... e não o quero mais!

14 comentários:

paula barros disse...

Emocionante!!! Não só reconhecer o erro, mas reconher a capacidade de amar, de ser sensível...

"Apesar disso, finalmente entendi que sou bem mais sentimento que desejo, bem mais amor que prazer, bem mais vida que sonhos..."

felicidades. parabéns por tudo.

Camila disse...

Ai querido me dá um aperto no coração vendo voce escrever assim! =/
Então ó.. Melhoras tá!
E eu não quero explicações não tá!

beijão e se precisar pode falar comigo tá!!!

Camila disse...

Quanto sentimentos, heim?!
Vini... também tenho corrido de amar! Tô de saco cheio por enquanto, porem... não mandamos em nosso coração, né?!
Espero que saia deste quarto mofado e veja as tarde de sol a pino! Vista seu melhor sorriso e sinta o cheiro das flores!
Beijos meu querido
Fique bem! Se precisar, tô aqui! COnte comigo.

Camilla disse...

E o quanto perdemos se não fosse o medo de tentar? Deixamos muitas coisas passar por causa de nossos medos e inseguranças. Se quer saber, também cansei de ficar me escondendo atrás da minha própria sombra. Chega!

Ah, eu tbm amo você!

Nadezhda disse...

"E entendo que talvez seja necessário viver mais alguns erros, a fim de aprender ainda mais. Apesar disso, finalmente entendi que sou bem mais sentimento que desejo, bem mais amor que prazer, bem mais vida que sonhos..."

Sinto-me assim. Exatamente assim.

;)

*Raíssa disse...

Que lindo o texto, Vini!

Repito o comentário da Nadezhda, também me sinto assim, há algum tempo. Mas, como você disse, "Sei que embora possa reconhecer e identificar cada uma das minhas falhas, muitas delas são simplesmente irreversíveis".
Deveria existir uma máquina do tempo.

Beijos!

Camilla disse...

"É que minha alma anseia por um novo momento, por uma nova vida"

Somos dois!!

KaKa Fuinha disse...

eu te absolvo...
hehe
:D

cara, todo mundo erra... todo mundo faz merda, isso num te faz pior que ninguem

Doces Deletérios disse...

Realmente, a natureza pode às vezes não dar chances de corrigir, mas nos dá a todo momento a oportunidade de olhar com outra vontade para o passado.

Nós todos machucamos outras pessoas, muitas vezes durante a vida. Mas o que importa está acima disso: é o que de bom ainda podemos oferecer.


Beijocas
Saudades
www.lizziepohlmann.com

Naay disse...

Vinicius! Tava precisando mesmo ler um texto desse. O modo como você se expressou foi incrível.
Parabéns mesmo.
Adorei.
beijos ;*

Danielle Alexa disse...

Muito lindo seu texto!!
Nossa vida é cheia de momentos...
de alegria, tristeza, saudade, amor, etc.
E nossos erros, não podemos voltar atrás e mudar, mas servem de aprendizagem, para que no futuro possamos agir diferente e mudar sempre pra melhor!

Layana. disse...

Faziaa tempo que eu não vinha aqui heim, mas não me surpreendi, continua usando muito bem as palavras a seu favor, espero que seus sentimentos se organizem.
Beiijo ♥

Layana. disse...

Aaah, te linkei viu?

Jéssica V. Amâncio disse...

Nossa, que saudade de te ler! Você sabe que teus textos sempre falam o que eu acho e sinto né?!
Esse não foi diferente.
Mas que poder o ser humano tem não? de magoar, se iludir.
Mas poder maior mesmo é o de reconhecer isso e correr atrás do prejuízo
:)
Parabéns.
Texto lindo demaissss!!!!