segunda-feira, 16 de março de 2009

De Volta ao Aconchego


Tudo foi válido.

Ainda acredito que tentar é sempre a melhor saída, porque qualquer passo que damos nos traz grandes ensinamentos e novas experiências os quais sempre poderemos utilizar para o resto da nossa vida. Mas agora, há 3 meses fora da minha cidade, senti a necessidade de voltar.

Por um lado me vi sem muitas opções, por outro, não me adaptei muito bem a um sistema de vida em que as pessoas são muito mais importantes pelo que possuem do que pelo que são. A selva é densa demais, e poucos, pouquíssimos conseguirão sair dela sem nenhuma sequela. Eu estou saíndo enquanto posso, enquanto ainda me sinto gente, e enquanto ainda posso dar o melhor de mim em todos os aspectos da minha vida. Prefiro voltar, a me tornar um zumbi que nada mais vê na frente a não ser o que me for pessoalmente e financeiramente conveniente.

Eu cansei de tudo isso, e por mais que não tenha tantas oportunidades profissionalmente como teoricamente aqui eu teria, lá eu sinto-me mais forte, consigo respirar, e lá, acima de tudo, as pessoas ainda olham nos olhos um do outro. Óbvio que todos os lugares têm o seu encanto, e longe de mim criticar o que um dia foi minha escolha... apenas não me adaptei muito bem a algo que foge e muito dos meus preceitos e de todas as coisas que eu acredito.

Eu sou mais emoção que razão, sou mais humanidade que individualismo, sou mais um abraço que dinheiro... ou seja, o meu perfil não é o ideal.

Portanto, retorno humildemente á minha tribo, á minha cidade, ao meu lugar, com a certeza de que a tentativa foi válida e extremamente enriquecedora, mas com a certeza maior ainda de que não há lugar melhor para vivermos do que a nossa própria casa!

16 comentários:

Giselle disse...

Ví,
o importante é vc ser feliz, independente do lugar que esteja, e dinheiro nem sempre nos traz felicidade, vc tem que fazer algo que te faça feliz, mude, se adapte, se não, mude novamente, o que importa é o que vc bem disse, o amadurecimento, sim, o amadurecimento é o melhor conhecimento que possamos adquirir ...
Seja feliz meu querido ...
Beijo grande e linda semana

Marcela disse...

Uma das coisas que eu mais quero é sair do lugar onde estou, mas tenho medo de não me adaptar ao lugar onde quero ir. Sou meio parva pra certas coisas, e há lugares em que se precisa ser cara de pau e ter muita ousadia.

Já te adicionei no msn.

Espero que consigas tudo que quer, e se você está se sentindo melhor onde está, é bem melhor!

Abraços.

Ariana disse...

O que é importa é vc estar bem consigo msm e feliz o resto é so um detalhe!
bjo

Beatriz disse...

Seja bem-vindo de volta à casa, meu querido!

Muitas vezes é preciso sair pelo mundo, trocar o certo pelo 'duvidoso', para que tenhamos a plena certeza de que o nosso lugar é mesmo 'aquela' casa. Tudo serve de experiência, principalmente aquela que dimensiona nossos valores, nos faz mais crentes de nossos propósitos, que nos traz a visão daquilo que queremos em nossa vida, e de todas as possibilidades que estão ao nosso redor e que, momentâneamente, deixamos de observar. Viver é isto, amigo, colocar à prova nossa potencialidade. Só assim saberemos o que de verdade queremos para a nossa vida.

Feliz por ver-te tão bem, tão em paz, tão senhor daquilo que hoje realmente tem importância para ti.

Fica meu beijo num carinho que faço pousar no teu coração.

Bia Kohle disse...

Acho que a minha grande vontade sempre vai ser sair pro mundo.
Ir viajando de acordo com o que ganhar tocando violão na porta da igreja. Acredite, eu não iria longe, mas é o meu sonho ter a minha história em um desses filmes de comédia. Acho que esse fato seria até bom, então.
Mas ser feliz é o essencial! E essa felicidade tem que partir de você, e só de você!

Beijos.

Dina disse...

Fez bem!
Temos que ficar onde nos agrada!
^^
Beijos!

Deathtagrazyta disse...

O importante na vida é tentármos ser felizes da nossa maneira, do nosso jeito de ser, sei que vc fez o melhor pra vc, espero que consiga sentir-se melhor ai onde estas. Bjs.

Jéssica disse...

Own Ví, ao ler seu texto pude perceber em cada linha que apesar de você estar voltando para o que um dia foi o seu lar, de estar de volta ao seu aconchego, que a experiência foi boa sim! Já pensou no quanto você amadureceu? Cada passo importante na vida que damos é um degrau a mais que subimos para o nosso enriquecimento. Agora você é um homem cheio de histórias para contar dessa "selva imensa" em que você se aventurou por esses três meses! De que importa as oportunidades se você não está completamente bem consigo mesmo, não é? O que é válido é você se sentir bem, é seguir o seu coração. O dinheiro não é tudo, ainda prefiro um abraço! Se você não tivesse tentado, nunca teria conhecido como tudo é realmente, as nossas escolhas valem muito.
Afinal, não há nada melhor que o lar. Torço muito pela sua felicidade, tudo de mais maravilhoso para você, querido.
te adoro

Camila disse...

Vini... nada como a terra da gente.
POr mais que eu visite a minha, sou louca para voltar.
Muitas felicidades pra ti.
beijO

*Raíssa disse...

Eu adoro essa selva, como você disse. Não conseguiria me adaptar a uma vida de interior, paradona. Ficaria deprimida. Gosto mesmo é de agitação, muitas formas de entretenimento, tecnologia e de tudo ao meu alcance em curta distância.

Beijos!

Italo Lemos disse...

Não existe tempo perdido, existe tempo aproveitado de forma inadequada, não da forma que a gente quer, mas da forma que nos coube aproveitar! Nunca perdido, sempre aproveitado!

Andréia disse...

fico feliz por vc! a maioria das pessoas se deixam contaminar pelo ambiente.

beijos e td de bom p vc

Sabrina Paiva !!! disse...

Pois é Vinícius, eu acho que não há lugar melhor do que a nossa terra natal,afinal, foi lá que criamos as nossas raízes.É bem difícil mudar-se para outra cidade e conseguir viver tranquilamente por lá. Nós ficamos pensando na nossa terra e isso dá um aperto no peito, né? Bate uma saudade, uma vontade incontrolável de voltar o mais rápido possível para o nosso "Aconchego familiar".Agora que você voltou, acho que você vai sentir uma diferença e tanto, já que aquele vazio no peito foi preenchido.Boa sorte!
Bjinhos
Xau

Jéssica disse...

Vinícius, o que seria de mim sem as suas belas palavras, ein?!
Certo que elas sempre me confortam. Obrigada por estar ao meu lado, é bom saber posso contar contigo, o mesmo vale para você. Sempre que precisar, é só chamar. Você falou tudo, é preciso força, a vida não é nada fácil, e o pior é quando aprendemos isso na marra. Altos e baixos fazem parte do caminho para o nosso amadurecimento e eu já estou aprendendo a conviver com eles. Eu vou tentar ser forte, afinal nada é para sempre.

te adoro muito mesmo!
beijo

SirVictor disse...

Apesar de ter sido um experiência dolorosa, eu tenho certeza que você cresceu muito e aprendeu com ela e esse aprendizado você vai levar pra vida toda agora. Fico feliz por você estar de volta à sua casa.

A gente bem que podia marcar um dia aí pra se encontrar, né não, rapaz? Falar sobre a vida.

Enfim, abração e sucesso, cara!

. Laura disse...

Nunca parei em um lugar certo, vivo mudando de cidade.
Nunca tive problemas em me adaptar, mais isso me encomda um pouco.
Mas é necessário refletir o que realmente queremos. O importante é ser feliz não é mesmo ?