segunda-feira, 5 de julho de 2010

Feliz aniversário, mãe!


É, você não está mais aqui. Não posso sentir seu cheiro, nem desfrutar do seu abraço, seu carinho, sua atenção. Também não consigo mais ouvir seus gritos, suas reclamações, suas recomendações, suas angústias e inquietações. Já não dividimos mais as contas, já não brigamos mais, nem tomamos mais cerveja juntos, mas apesar de tudo isso, para mim, pouca coisa mudou.

Após quase dois anos da sua partida, o sentimento é quase o mesmo. O amor incondicional, que suporta todas as diferenças e intrigas, e acima de tudo, a saudade imensurável, seguem tomando conta do meu peito como se nada houvesse mudado, a não ser a sua ausência física que se tornou uma das minhas maiores dores.

Já não sou mais aquela criança nem aquele adolescente que temia suas palavras. Sou homem, formado, com idéias, sonhos e princípios, mas me sinto aquela mesma criança ao lembrar do quanto você fez, do quanto você lutou para que eu chegasse até aqui. Foram aqueles gritos, e aquela forma meio "bruta" e ao mesmo tempo tão singela de educar, que formaram a pessoa que eu sou hoje.

5 de julho, seu aniversário. Lembro-me perfeitamente de dois anos atrás, quando saímos juntos para almoçar no shopping em comemoração a esta data. Lembro da sua alegria simplesmente por estar na minha presença. De todas as coisas que conversamos, da carteira com dinheiro que encontramos na calçada de casa, do prato que comemos, das risadas que demos... está tudo tão real na minha mente que é como se tudo estivesse acontecendo neste exato momento.

Mas Deus quis a sua tão maravilhosa companhia. Ele tomou-a de mim, porque sabia, que mesmo com imensa e eterna saudade, eu estava pronto para encarar o mundo e a vida de frente, e embora ainda sofra, sei o quanto cada dia tem sido importante para o meu aprendizado como ser humano. Infelizmente, não tenho a chance de te levar para almoçar fora como fizemos da última vez, mas quero te dizer, mãe, do fundo do meu coração, que eu te amo muito, e que nada neste mundo me fará esquecer de você.

Feliz aniversário!

10 comentários:

# thamiris mendez disse...

fiquei emocionada com o texto , achei as palavras simples e sinceras , tocaram com calma o meu coração , parabéns a sensibilidade tornou esse texto forte e belo.

Bahh Grou. disse...

Que lindo texto! Primeira vez em seu espaço e já dou de cara com um texto tão maravilhoso, que me emocionou tanto!
Amor de mãe e filho é amor pra vida inteira, é amor pra além da vida!
Beijo!

Ariana disse...

Emocionante o texto!
Mãe é mãe ne!

Bjos

Ariana disse...

Emocionante o texto!
Mãe é mãe ne!

Bjos

Nathy disse...

Que texto lindo! Parabéns para ela!

Livi disse...

MUITO lindo o texto! Chorei aqui :(
Sabe esse mesmo amor é o que eu sinto pela minha mae, se ela partir sei que será como se o chão sumisse de baixo dos meus pés! Nessa vida Mãe é tudo e mais um pouco!
Beijo

Livi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula Barros disse...

Faz tempo que não venho por aqui...lembro dos belos textos que li por aqui, lembro quando ela vez a viagem dela...

Parabéns a ela, a você.

abraço

♥ Cαmilα Girαssol disse...

Nada mesmo faz a gente esquecer daqueles que amamos, nem a morte.

Linda homenagem, meu querido.

Fique com Deus,

Beijo

Kamilla Barcelos disse...

Tb estava com saudade de ler seus textos!
Que lindo texto. Que linda homenagem! Fiquei emocionada a cada frase sua.