segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Escolhas

Você lembra daquele dia em que você deitou comigo na minha cama, mesmo sem ter espaço suficiente para nós dois? Por acaso, recorda-se do dia em que eu me irritei contigo, estourei e joguei para fora tudo o que me matava por dentro, somente por ter que encarar a sua presença constante ali, ao meu lado... e o quanto aquilo me machucava. Quando eu acordava de manhã, e era obrigado a encarar sua rubra face sorrindo para mim como seu tudo estivesse azul, diante do vermelho que povoava meus sonhos, por sua causa?

Tanto eu lutei, quantas vezes te expulsei da minha cama, do meu quarto, da minha casa, da minha vida, mas você não desistia, e sempre parecia ser mais forte do que eu, e eu nunca entendi o porquê. Também não entendi bem a forma como de repente eu me acostumei com você. Às vezes até conversávamos baixinho, admirando o soprar do vento na janela, chorando como se a vida estivesse finda ali, naquele momento, e nada mais restasse a não ser a sua presença.

Lembra-se, querida, o quanto você me disse convincentemente que seria a dona do meu viver dali para frente, e que nada no mundo mudaria isso? Pois é, eu acreditei! E confesso que de alguma forma até passei a gostar um pouco de você, afinal, é isso que a convivência faz.

Mas um dia o sol nasceu diferente, e nesse dia, eu te traí! Na verdade, foi até difícil para mim, mas espero que você entenda... eu traí porque fui tomado por algo que eu sequer lembrava mais existir, mas que é deveras muito, mas muito mais forte que você, e acredite, você é bastante forte. Mas naquele dia, não teve jeito: mudei de rumo, arrumei suas coisas, joguei tudo que você possuía na minha casa e dentro do meu ser pela janela, e te troquei.

Agora estou feliz. Agora entendi que por mais que você tenha feito parte da minha vida durante um bom tempo, não significou muito além da certeza de que após um dia de chuva, sempre vem um de sol. Eu descobri que existe algo que se alimentado, transforma tudo ao meu redor, e consegui cultivar como uma planta que se faz necessária para a minha própria sobrevivência.

Pois é, cara solidão, foi naquele dia, naquele momento, que eu fiz a melhor escolha da minha vida, e te troquei pelo amor.

17 comentários:

Giselle disse...

Vinícius,
uauuuuu menino qta profundidade, amei seu texto ...
Pensei que se tratava de uma mulher, mas no fim, vi que vc deu adeus a solidão, e aceitou o amor.
Lindo ...
Adorei ...
Beijos e linda semana, aliás, nada mais belo do que o amor em nossas vidas

Camilla disse...

AMOR, e pode ter certeza, no que depender de mim, a solidão nunca mais tomará conta de você, pois eu TE AMO, e estarei sempre contigo!

Mariana disse...

Foi uma ótima escolha, Vinicius!!!

Seu texto ficou muito lindo, surpreendente!

Beijos

Zingador disse...

Olha que essa companhia está comigo há um bom tempo, até gosto dela também, mas estou louco para trancá-la num baú, pois irei querer vê-la de vez em quando, porque ela alimenta meus pensamentos na escrita.
Adorei, voltarei sempre.
Abraço perfumado.

*Raíssa disse...

Você fez uma excelente escolha, Vini! A solidão gosta da nossa companhia, mas o amor gosta ainda mais!

Beijos!

Elis disse...

pois e vinicius.... as vezes gosto muita da solidão mais e como se fosse uma coisa urgente em meu ser ..tb queria troca-lá pelo amor...mais cade?....ta dificil....srsrs
olhe xero bem grande em ti !

KaKa Fuinha disse...

bravo!! bravissimo!!

:D

bom, no momento eu tenho os dois... eu tenho minhas doses periodicas de amor e tenho a inestimavel convivencia com a solidão...

e eu gosto dos dois

xD

Camilla disse...

É a solidão continua do meu lado...

Nadezhda disse...

Não sei se a solidão já chegou a dormir comigo. Pode ter sido outra coisa, mas não conheci a solidão ainda.

;)

Mandy disse...

Que lindooooooooo

*-*

Por isso senti tanta saudade do seu blog querido!!!

Texto maravilhoso mesmo.

Andei sumida, mas agora retornei para o blog... Vou acompanhar seu blog, ok?!

BjO.

Mandy disse...

Obrigadinha!!!!

^^

BjO.

Kamilla disse...

Surpreendente o texto. Eu imaginava q vc estava falando de outra coisa!
Ahh... O meu msn é kmillinha_barcelos_14@hotmail.com

Andréia disse...

ohhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh....

(juro que pensei que vc estava esculachando alguem..rs)

Deathtagrazyta disse...

Lindo texto, as vezes a solidão nos pega de jeito, e se não tomarmos uma decisão rápida ela acaba nos levando pro abismo.
lindo texto

Flávia disse...

que LINDO!!

Rapaz, eu queria ter escrito isso, hahaha!

Troca feliz, essa.

Beijos!

Lizzie disse...

Bendita seja a tua escolha. Não há melhor caminho que o amor.


Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Zek disse...

Muito bom, envolvente o texto... realmente me prendeu e surpreendeu no final....

Parabens!!