segunda-feira, 26 de outubro de 2009

A minha (nossa) insegurança

Fato: o ser humano é por natureza um ser extremamente inseguro. Ponto final, sem discussão. Observemos um felino, ao saltar de um muro muito alto; vejemos a intenção do salto, a perfeição com a qual aquele bicho, teoricamente irracional, consegue executar seu movimento. Enquanto isso, nós, seres humanos, dotados de inteligência, racionalidade, capacidade de raciocínio e muitos outros atributos, muitas vezes não somos capazes de dar um simples passo rumo ao nosso futuro.

É duro constatar que me sinto uma criança mesmo enquanto adulto. Temo o amanhã com a infantilidade de quem teme o escuro. O receio de perder o pouco que conquistei rodeia-me como um fantasma, a tirar meu sono, a trazer-me pesadelos. O medo que me faz um pouco mais fraco, embora faça parte de um processo de assimilação somente meu, me faz, paradoxalmente, mais experiente no momento de tomar as decisões, porque elas, de uma forma ou de outra, precisam ser tomadas.

Mas tenho medo que ninguém leia essas palavras. Tenho medo daquele olhar mais inquisidor em alguns momentos, dos meus pensamentos ao tomar banho, da dor, da doença, da perda, da saudade... temo mais coisas que a minha mente possa assimilar, mas temo, acima de tudo, a solidão.

O que me deixa tão inseguro e temeroso? O passado, o presente e o futuro! Todas os momentos cronológicos de nossas vidas podem transformar-nos em seres inseguros, mas mesmo que assim não o seja, não conheço ninguém que lá no fundo do seu ser não possua algum receio físico ou psicológico.

Não posso neste texto apresentar soluções práticas para o problema, mas possa afirmar a todos os que se identificam de alguma forma com estas palavras que não estão sozinhos. Somos parceiros! Eu, você e mais 7 bilhões de pessoas no mundo inteiro, mesmo aqueles que assim não o admitam... mas é domingo a noite, e eu estou melancólico, e com medo!

"O poeta é um fingidor. Finge tão completamente, que finge ser dor a dor que deveras sente!"
(Fernando Pessoa)

11 comentários:

Gaby Almeida disse...

Como sempre um otimo texto...

Medo, insegurança, sempre vamos sentir isso, por mais confiantes que formos, hipocrita é quem diz q nunca sente... o importante é não permitir que isso tome conta da gente...

Ludmilla disse...

Que porra é essa de EXTREMAMENTE INSEGURO? eu sou isso ai não amigo, se bem que pensando beem, shuahsua nao nao, eu sou bem segura de mim. Abraço.

Luifel disse...

Penso que a insegurança é uma herança adquirida no processo de que o homem deixou de ser alguem puramente bom e se dominou pela maldade. A insegurança passou a ser um processo de autodefesa do homem contra o proprio homem. No dia que os homens se amarem realmente, ela desaparece junto com a maldade

Abção!

PS: passando com um bom atraso de tempo, rs

Simone Schuck disse...

Temos medo justamente porque pensamos! A percepção que o raciocínio nos dá é amendrontadora. Um felino não saltaria se analisasse todos os "prós" e "contras" do salto...
Além do mais, nossa espécie tem um ponto importante: competição constante. É justo que a insegurança nos domine. Te entendo.
Beijo

Nathy disse...

Tão verdadeiro que fiquei sem palavras...

Ni ... disse...

E o medo nos faz tomar atitudes tão erradas...

A luta contra a insegurança é uma constante em nossa vida...

Beijo

Magdalene de Pompadour disse...

Olá! Gostei de seu blog, da forma como escreve!
Gostaria que pudesse visitar um da qual sou uma das colaboradoras:

http://artrocknerdcandies.blogspot.com

Grande abraço! Au revoir!

Justiça para Daniella disse...

Olá ! estou passando por aqui para fazer um convite especial a você !Você concerteza conheceu a triste história da inesquecível Daniella Perez,que se foi injusta e cruelmente há mais de 16 anos.Faça uma visitinha e siga o blog : daniellaparasempre.blogspot.com

O blog foi refeito,reformado essa semana,e está super lindo,tenho certeza de que vc vai amar !
não deixe de nos visitar,seguindo,vc está ajudando a eternizar a lembrança dela em nossos corações..
Um abraço !

Idylla disse...

Oi Vini...com certeza o ser humano eh um 'bixo' inseguro demaisss...kkkkkkkkk eu ki o diga...
gosteiiii do post!!

Bjooooooooooo (:

Fernanda Magalhães disse...

Querido estou passando rapidão pra te desejar um feliz final de semana.

Bjos de luz!

Camilla disse...

Ah amor... eu, por natureza, sou insegura. Você mais que ninguém me conhece e sabe disso. Tenho medo em todos os planos da minha vida, seja físico ou psicológico. Mas estou lutando contra isso, dia após dia, e você está me ajudando a vencer o excesso de incerteza e insegurança que me domina.

Te amo muito!