quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

A Selva

Isso, façam chover nesta selva!!

Aqui os instintos da natureza resumem-se á fabricação do papel... moeda!

Pessoas saem todos os dias de suas tocas, desesperadas, correndo, gritando, chorando, sem notarem-se, sem ajudarem-se e sem sequer pensarem na possibilidade de olharem para os lados, porque fazer isso é perda de tempo, e tempo é dinheiro. E a busca é incessante... cada um tem um papel no meio desta selva, mas os papéis não se equivalem, e nem sem completam. Na verdade, isso também não importa muito.

Os meios de transportes são barulhenteos, e movem-se desordenadamente aos montes, como que sempre buscando chegar a lugar nenhum, ou ao lugar onde todos irão chegar, mesmo aqueles que não os possuem. Os rostos nas ruas são vagos, perdidos, cada um em seus problemas individuais, em seus anseios, e em seus sonhos, se é que ainda se pode sonhar aqui.

Alguns conseguiram sua redenção, outros estão buscando por ela, e outros jamais conseguirão. Quem atingiu o topo desta selva, segue olhando de cima para baixo, fazendo-se cada vez mais rei, e se possível, criando empecilhos para os que ainda sonham. Já os intermediários, por assim dizer, não de admitem olhar para baixo, porque é necessário ter "ambição" para atingir o topo, e olhar para baixo pode ser um péssimo presságio. Enquanto que os menores seguem, sem muito mover-se, apenas empurrando a vida com o que lhes resta de força, sem valorizar a si mesmos, num conformismo silencioso de quem já perdeu.

Nesta selva não se fala de justiça, se fala de poder... não se acredita em sonhos, e sim na capacidade que cada um tem (ou não) de atingi-los, e não se oferece a mão, porque cada parte do corpo deve estar inteiramente concentrada em todas as suas forças para a árdua tarefa de subir, e subir, e subir...

Está chovendo na selva, mas isso não importa, ninguém sente a chuva como algo mais que mais um empechilho do caminho, e assim é o jogo...sendo este o jogo, eu desisto de vencê-lo, e sigo na chuva que rega minhas lágrimas, não por não querer atingir o topo, mas por não querer atingi-lo sozinho.

10 comentários:

Camilla disse...

Amor, não tenho mto oq dizer dessa postagem, até pq vc sabe a minha opinião. Mas quero lembrar que estarei sempre aqui, te salvarei da selva se assim é preciso. Te amo mto!

Flávia Fabri Cesário disse...

Eu vi perfeitamente a cidade de São Paulo em seu texto!
Ela nos provoca agonia... mas estamos tão acostumados com tudo isso que não podemos viver sem.
Até que ponto a busca pelo poder e status será concebida como normal? Este caminho não tem volta.
Beijos,
Flá :)

Andréia disse...

que engraçado.. o seu post tem tudo a ver com a conversa q tive com a minha mamy hj no centro da minha cidade.

muito bem elaborado! parabéns!!!

Camila disse...

Realmente isso aqui é uma selva e ainda cheio de animais irracionais perigosos soltos por aí.

Beijo Vini

Ps. Seu estilo é unico e brilhante.

Camila disse...

Vini
Adorei o lay!

Ficou lindooooOO!


BeijO

Patrícia disse...

Foi sobre essa mesma selva que escreve esses dias...
Estou meio rendida!
Tava com saudade daqui, desta sua maneira de escrever... adoro!
Beijos

Bia Kohle disse...

Ajudar ultimamente está sendo difícil. Custa caro e a gente não sabe se vale a pena.
Valer a pena nesse caso não significa esperar algo em troca, até porque é meio que egoísmo, e sim as consequências.
Mas não em todos os casos.

Beijos!

Sabrina Paiva !!! disse...

oie!
Primeiramente eu quero dizer que foi uma surpresa e tanto sua visita ao meu Blog.Adoro visitas inesperadas!você pode aparecer sempre que quiser por lá...bem,também quero dizer que o seu Blog é muito interessante.Gostei bastante do visual dele,é bem receptivo.
Sobre esse post...digo que tenho o mesmo ponto de vista que você sobre esse assunto.Hoje em dia a maioria das pessoas só querem saber de "poder",de subir cada vez mais na vida.Tá certo que dinheiro é essencial para a nossa vida,mas não é tudo e nem devia chegar a ser prioridade para alguém.Esse mundo tá uma selva mesmo...mas tenho esperanças de que isso possa sim, mudar.
Bjos
**Xauzinho**

Idylla disse...

O blog ta lindoooo.....oh tem selo e meme p vc viu!!
bjo

li_sansa disse...

Selva... não somos militares mais estamos numa selva mesmo.... de muita iracionalidade e quando vemos um problemo alheio muitas vezes nos tornamos... mais humanos..heheh
adoro seus textos....
alohaa!