domingo, 16 de maio de 2010

Ao País dos Meus Sonhos


Dessa vez não vou falar de política. Nem tampouco usarei palavras ácidas, céticas, sarcásticas, ou quaisquer críticas tão costumazes minhas. Quero apenas pensar no que penso - com o perdão do trocadilho e da aliteração - para o meu futuro e o da família que pretendo formar. Quero relatar, humildemente, o que anseio para o país dos meus sonhos.

Numa mistura de poesia de segunda classe e sentimentalismo ufanista, quero dizer apenas que somos capazes. Sempre fomos. Nossas riquezas estão muito além dos bens materiais e dos bens naturais que possuímos. Elas estão nas nossas mentes, basta que paremos um pouco e pensemos no nosso amanhã, agindo no hoje, para que possamos imaginar uma vida sem tantos percalços no futuro.

Nenhum povo suportaria o que o nosso povo suporta diariamente. Ninguém é mais forte. Somos explorados, mal representados, e sempre o fomos, desde o nosso "descobrimento". Sempre fomos o primo pobre, o patinho feio. Nossa mídia sempre foi de violência, de desagregação social, de desigualdade, fome e miséria. O que aparece lá fora é o retrato ridicularmente infiel do que somos na verdade. Nossas mulheres não são apenas bundas. Temos muito mais do que isso.

Infelizmente, ao longo dos anos, fomos levados a pensar que pertencemos a um "terceiro mundo" que sequer existe, a não ser dentro da nossa falta de auto-estima. Na verdade, somos melhores em quase tudo. Não creio que nenhum povo no mundo pudesse sobreviver com tantos obstáculos, e ainda fazer churrasco num fim de semana, mesmo com as contas todas atrasadas. É assim que somos felizes. Somos o povo mais fraterno, mais amigo, receptivo e acolhedor do mundo.

O país dos nossos sonhos está bem mais perto do que podemos imaginar. Basta que acreditemos nisso, e tenhamos senso de patriotismo não apenas em época de Copa do Mundo, afinal, o futebol é uma das coisas em que também somos os melhores, incontestavelmente. Sonhar com um país melhor é apenas questão de lembrarmos que somos brasileiros, e que vivemos na nação mais linda do mundo, apesar de todos os problemas. Saibamos que eles existem, tentemos vencê-los, mas não façamos deles um motivo para acreditar que não somos e nem podemos ser, pois problemas todos têm.

O país dos meus sonhos está dentro da mente de cada um de nós, brasileiros. Não precisa muito esforço, nem muito dinheiro. Precisa apenas que possamos valorizar o que é nosso, e não apenas o que fizeram com que fosse nosso.

3 comentários:

jefhcardoso disse...

Sim, nosso país é nós. E depende de cada um as mudanças. Concordo, está dentro de nós.

Mas me diga Vinícius: bom final de semana ou uma boa semana? Você tem uma opinião formada sobre o assunto. Eu estou em dúvida e quero lhe pedir para opinar sobre este assunto no http://jefhcardoso.blogspot.com .

Abraço do Jefhcardoso

ligia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruna disse...

Eu também defendo o Brasil sempre, odeio ver alguém falando mal e digo: porque tu não vai pra outro país? Muitos reclamam, e o que fazem para melhorar? Nada. Eu sei que amo o Brasil, minha Santa e Bela Catarina e minha cidade Blumenau. E agora RUMO AO HEXA!!!